Menu

Imprensa-250x250abertJuridica 250x2501novoParlamentar 250x250Assessoria Técnica

FacebookTwitterGoogle BookmarksLinkedin

75 mil alunos vão orientar a população de SP sobre TV digital

A população de São Paulo vai contar com a ajuda de alunos do SENAI, que vão visitar e orientar as famílias da capital e de 39 cidades da Região Metropolitana sobre a instalação dos conversores e antenas que adaptam as TVs de tubo à nova tecnologia digital.

Um convênio assinado entre a ABERT, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e o SENAI, nesta quarta-feira (1º), prevê a capacitação de 75 mil multiplicadores da TV digital em São Paulo (SP).

A Patrulha Digital forma alunos em eletrônica, eletrotécnica, refrigeração, telecomunicações, informática e edificações para atuar no processo de transição da TV analógica para a digital. O curso terá início ainda em fevereiro e, ao final, os alunos terão certificado de participação.

O fim das transmissões analógicas de TV nas cidades paulistas acontece no dia 29 de março.

Durante a solenidade de assinatura, na sede do SENAI/SP, o presidente da ABERT Paulo Tonet Camargo destacou que a iniciativa abre oportunidades de emprego para os jovens. “Essa capacitação cria um novo mercado de trabalho para aqueles que estão aprendendo a instalar os equipamentos para a TV digital”, disse.

Quase 2 milhões de kits compostos por conversor digital, antena e cabos serão distribuídos, gratuitamente, para os beneficiários de programas sociais do governo como, por exemplo, o Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida e Luz para Todos. Para Antônio Carlos Marteletto, presidente da Seja Digital, empresa responsável pela digitalização da TV analógica no país, a ação tem como princípio não deixar uma única família sem acesso à TV digital .“Esse é o lema da Seja Digital: ninguém vai ficar para trás, sem o sinal da televisão digital, e contamos com a Patrulha Digital nesse esforço de ajudar as pessoas na instalação destes equipamentos. Essa etapa final de multiplicação é fundamental”, ressaltou.

O diretor do SENAI/SP, Walter Vicioni Gonçalves, reafirmou o papel da Patrulha Digital. “ Os alunos capacitados vão levar perseverança e fazer um bem à população de SP que mais precisa de ajuda para ter acesso à TV digital”, disse.

Paulo Skaf, presidente da FIESP, acrescentou que toda a ação é uma grande oportunidade para os alunos terem o seu próprio negócio. “Além de auxiliar as pessoas mais carentes das cidades, estamos levando o espírito do empreendedorismo para esses jovens, que prestarão esse serviço, e, quem sabe, possam futuramente abrir o seu próprio negócio. Isso é uma grande oportunidade para a inserção no mercado de trabalho”, comemorou Skaf.

Patrulha Digital

A Patrulha Digital começou em Rio Verde (GO), primeira cidade brasileira a ter apenas transmissão de TV digital, em 1º de março de 2016. Na cidade goiana, 40 alunos foram treinados para visitar as casas.

A primeira capital a ter o sinal analógico desligado foi Brasília (DF) e nove cidades do entorno do Distrito Federal, no dia 17 de novembro do ano passado. Mil alunos voluntários participaram das ações da Patrulha Digital.

Na semana passada, o termo de cooperação da parceria para a Patrulha Digital foi assinado em Recife (PE). O fim das transmissões analógicas está previsto para 26 de julho. A ação pretende formar 1,2 mil disseminadores da TV digital na capital de Pernambuco e região metropolitana.

FOTO TONET PATRULHA

Última modificação emQuarta, 01 Fevereiro 2017 17:20
voltar ao topo

Mais recentes

Mais acessadas

rss

 

SiteLock