Menu

Imprensa-250x250abertJuridica 250x2501novoParlamentar 250x250Assessoria Técnica

FacebookTwitterGoogle BookmarksLinkedin

Radiodifusores comemoram modernização do setor

Cerca de 100 radiodifusores estiveram reunidos nesta terça-feira (28), no Palácio do Planalto, para acompanhar a sanção presidencial da MP 747, que simplifica os processos de renovação e transferência de outorgas das emissoras de rádio e TV.

O presidente Michel Temer destacou a importância do rádio e da TV na vida dos brasileiros. “Não há um brasileiro que não ouça rádio no Brasil. A modernização do setor e da comunicação tem sido a marca do nosso governo. Estamos caminhando para desburocratização. Não é fácil vencer obstáculos, é preciso ousadia e muita coragem. Uma das maiores modernizações está sendo feita aqui”, afirmou.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Gilberto Kassab ressaltou o empenho do MCTIC e da Anatel na elaboração da MP. “Com a sanção da MP 747, o presidente demonstra que comanda um governo moderno, que não acredita nas velhas práticas. Esse setor é o mais emblemático para a sociedade, por isso, quero agradecer os esforços da secretária de radiodifusão Vanda Nogueira e os companheiros do ministério e Anatel”, disse.

A MP 747 é considerada pela radiodifusão uma das maiores conquistas para o setor nos últimos 50 anos.

João Monteiro de Barros Neto, diretor da Rede Vida, acredita que a MP dará novo fôlego para o setor. “Esta desburocratização e modernização vão nos dar condições de sermos mais ágeis, mais profissionais e menos dependentes da parte burocrática. Podemos assim, voltar para a nossa atividade fim, que é comunicar de maneira responsável a sociedade. Uma medida provisória que transforma e moderniza o nosso setor. O ministro Kassab foi de uma sensibilidade tão grande, ele entendeu, e teve além da visão política, uma visão do administrador, do executor, que entende quais são as dificuldades de uma radiodifusão que gera milhares de empregos”, afirmou.

Para Rodrigo Neves, vice-presidente da AESP (Associação das Emissoras Rádio e Televisão do Estado de São Paulo), a sanção da MP 747, “é uma vitória do setor que estava extremamente regulamentado, burocrático, difícil, com muitos processos parados há anos, com isso, vai desafogar o ministério, que dará celeridade aos processos. Simplificará desde a aprovação do diretor, procurador, renovação de processo, estúdio, aprovação de local e a transferência entre quadro social”, afirmou Neves.

Segundo o presidente da Associação Mineira de Rádio e Televisão (AMIRT), Mayrinck Junior, esse momento é um divisor de águas para o setor. “Quando você consegue eliminar papeis, e atender as empresas, isso é uma grande vitória. Essa MP coloca um ponto final no sofrimento de muita gente. Desde o ano passado eu venho falando que 2017 seria o ano da desburocratização, pois eu estava confiante das coisas que iriam acontecer. Nós temos condição de fazer hoje uma TV e uma rádio mais modernas. As emissoras do interior são emissoras familiares e quando você consegue pegar uma emissora AM que estava na UTI e que não tinha condições de disputar nada, e então, ela entra no mercado de novo, em condição de competitividade com outras emissoras, você dá vida àquela família”, comemorou.

De acordo com o presidente da AGOERT (Associação Goiana de Emissoras de Rádio e Televisão) Guliver Augusto Leão, "é essencial facilitar os processos ao radiodifusor, podendo desburocratizar toda uma estrutura que era extremamente lenta, difícil, e que só trazia prejuízo ao setor. A iniciativa é extremamente feliz”, disse.

Agradecimento dos radiodifusores

Os radiodifusores, impossibilitados de agradecer a todos os parlamentares, agradecem ao deputado Nilson Leitão (PSDB/MT) e ao senador Romero Jucá (PMDB/RR), cuja atuação foi decisiva e fundamental para a aprovação da medida e em seus nomes estendem sua gratidão aos seus pares.

Última modificação emQuarta, 29 Março 2017 08:43
voltar ao topo

Mais recentes

Mais acessadas

rss

 

SiteLock