Menu

Imprensa-250x250abertJuridica 250x2501novoParlamentar 250x250Assessoria Técnica

FacebookTwitterGoogle BookmarksLinkedin

Campanha de desligamento da TV analógica é lançada em Florianópolis

Para ajudar a população de Santa Catarina a se preparar para a chegada definitiva da TV digital, a campanha de desligamento da televisão analógica foi lançada nesta quinta-feira (22), em Florianópolis (SC). Representantes da ABERT, da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT) e da Seja Digital (empresa responsável pelo desligamento do sinal analógico de TV no Brasil), além do prefeito de Florianópolis, Jean Loureiro, do secretário estadual de Comunicação, João de Biasi e parlamentares participaram da cerimônia.

Além da capital do estado, Palhoça, Paulo Lopes, São José e Biguaçu são as primeiras cidades da região a passar pelo processo de desligamento da TV analógica, marcado para 31 de janeiro de 2018. As ações de divulgação do fim das transmissões analógicas são necessárias para garantir que pelo menos 90% dos domicílios estejam aptos a receber o sinal de TV digital terrestre.

“O exemplo brasileiro é de sucesso mundial. A distribuição de kits digitais gratuitos para a população carente inscrita nos programas sociais do governo é o grande diferencial, que não aconteceu nos outros países. Vejam a experiência em São Paulo. Desligar a grande São Paulo foi desligar 10 Uruguais. Hoje, São Paulo está 99% digitalizada. É um case de sucesso”, destacou Paulo Tonet Camargo, presidente da ABERT, durante a cerimônia.

Marcelo Petrelli, presidente da ACAERT, ressaltou que a experiência do desligamento nas primeiras cidades catarinenses é um teste para todo o Estado.

“A grande Florianópolis será um laboratório. Com a parceria das TVs, ABERT e ACAERT, vamos alcançar o maior volume de adesão nesse avanço tecnológico. O trabalho agora será informar a população para se preparar para o novo sinal. É um grande mutirão por um propósito em comum”, discursou Petrelli.

O diretor de Projetos Especiais da Rede Globo, André Dias, também participou do evento e apresentou as experiências da Onda Digital em outras cidades. Entre elas, o caminhão de LED e o dia D, com as chamadas “visitas fora de rota” a asilos, hospitais, creches e orfanatos.

“São quase 100 mil alunos formados na Patrulha Digital, que auxiliam a população a se preparar, e mais: com a possibilidade de prestar serviços técnicos e entrar no mercado de trabalho”, afirmou Dias.

Já Patrícia Abreu, diretora de Comunicação da Seja Digital, falou das ações da empresa e lembrou o grande desafio para 2017: a distribuição dos kits digitais gratuitos.

Em 2017, 360 cidades devem ser desligadas. Em Florianópolis e região, são 358 mil domicílios e 43,5 mil kits a serem distribuídos. “Nosso compromisso é não deixar ninguém para trás. Atingir os 93% é um fator de transição, mas a meta é chegar aos 100%”, lembrou ela.

As ações de divulgação da chegada da TV digital atendem às exigências da Portaria 378/2016 do Ministério das Comunicações, que prevê inserções para alertar a população sobre a mudança que está por vir. Desde janeiro deste ano, as emissoras locais estão veiculando mensagens sobre o processo de migração do sinal analógico para o digital.

Para não ficar sem a programação de TV aberta, a população precisa se preparar, com a instalação de conversor e antenas digitais nos aparelhos de televisão. As TVs de tela fina fabricadas a partir de 2012 já possuem conversor integrado e precisam apenas da antena externa para sintonizar os canais digitais.

A TV analógica já foi desligada nas cidades de Rio Verde (GO), Brasília, São Paulo (SP) e Goiânia (GO).

Para saber mais sobre a distribuição dos kits e locais de retirada, ligue para 147 ou acesse www.sejadigital.com.br.

voltar ao topo

Mais recentes

Mais acessadas

rss

 

SiteLock