assbrasilradiotv

YouTube

@abertbr

Twitter

abertbr

Instagram

ABERT.RadioeTV

Facebook

Segunda, 14 Setembro 2020 21:09

Projeto TV ANO 70: Papo ABERT terá edição especial

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

As comemorações dos 70 anos da TV aberta no Brasil terão edições especiais do Papo ABERT, com a participação de jornalistas, artistas e personalidades da TV, bem conhecidos do público brasileiro. O encontro online será na quinta-feira (17), às 17h, e terá a participação do presidente da ABERT, Flávio Lara Resende e dos jornalistas e pesquisadores Elmo Francfort e Maurício Viel, autores do livro “TV Tupi: do tamanho do Brasil”. A edição especial lembrará dos principais momentos da TV ao longo das sete décadas e contará a história da TV Tupi, pioneira nas transmissões no país.

O livro é um resgate da história da primeira estação de TV da América do Sul, inaugurada em 1950, em São Paulo e, de acordo com Francfort, o público pode esperar muitas curiosidades e situações inéditas que serão contadas na obra.

“Mais do que a história da TV Tupi, o primeiro volume conta sobre as primeiras transmissões de televisão no mundo, a ligação com o rádio e um grande número de experiências com a TV no Brasil antes de 1950 - muitas ainda inéditas para a área”, garante Francfort.

 

 

abert papo twitter post 04 edit

Acessos: 38 vezes Última modificação em Segunda, 14 Setembro 2020 21:10

Itens relacionados (por marcador)

  • Presidente da ABERT fala sobre pauta da radiodifusão em encontro da AESP Presidente da ABERT fala sobre pauta da radiodifusão em encontro da AESP

    Durante o encontro virtual promovido pela AESP (Associação das Emisssoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo), nesta quarta-feira (23), o presidente da ABERT Flávio Lara Resende falou sobre os projetos de interesse do setor que estão na pauta da radiodifusão nacional para os próximos meses. Ele considerou histórica a reunião realizada na terça-feira (22) entre o ministro das Comunicações, Fábio Faria, e presidentes de associações estaduais, quando Faria manifestou apoio à ativação do chip FM nos smartphones e acrescentou que o presidente Jair Bolsonaro também está sensível ao assunto. “Até então, não tínhamos nem a negativa e nem apoio formal do governo”, comemorou.

    Lara Resende adiantou que na próxima semana, a ABERT retomará o diálogo com o secretário de Radiodifusão, Maximiliano Martinhão, para dar andamento aos mais de 400 pedidos de migração AM/FM feitos pelas emissoras. Em outubro, o Ministério das Comunicações fará uma reunião com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para tratar do tema.

    A redução das assimetrias regulatórias da radiodifusão e de plataformas digitais foi um dos assuntos abordados no AESP Talks. “Temos que garantir igualdade de regras e condições para permitir a competitividade”, avaliou. Negociação de descontos com o Escritório Central de Direitos Autorais (Ecad), digitalização do rádio, implementação do 5G, desregulamentação do setor e trabalhos da Frente Parlamentar em Defesa da Radiodifusão também entraram na pauta da conversa, que teve a condução do presidente da AESP, Rodrigo Neves, e a participação do radialista Marco Moretto, diretor da Hot 107 FM.

    Apesar da perda de receita decorrente da pandemia, o presidente da ABERT enxerga uma gradual recuperação do setor e projeta um 2021 melhor do que este ano. Para ele, a tendência é que rádios e TVs fiquem mais fortes com o passar do tempo e que as novas plataformas digitais levam a radiodifusão a reagir e a se adaptar a elas.

    Com a aproximação das eleições municipais de 2020, Lara Resende acredita que a radiodifusão ganhará cada vez mais destaque nos próximos dias. “Diante da pandemia, o pleito será decidido virtualmente”, avalia.

     

    Para assistir na íntegra, clique AQUI.

  • Eva Wilma conta memórias da TV em Papo ABERT Eva Wilma conta memórias da TV em Papo ABERT

     "Acredito que a TV será cada vez mais cinematográfica, as pessoas ousarão mais e isso é infinito, é a magia da imagem”. O veredito é da atriz e bailarina Eva Wilma, um dos rostos mais queridos da TV brasileira, durante o Papo ABERT Especial Teledramaturgia, em comemoração aos 70 anos da TV aberta no Brasil. O encontro virtual foi realizado nesta terça-feira (22) e contou ainda com a participação do filho da atriz, John Herbert Jr. e do pesquisador e escritor Elmo Francfort. Chefe de Jornalismo da Rede Band News em Brasília, Rodrigo Orengo assumiu a mediação.

    Pioneira do meio no Brasil, Eva relembrou os tempos de bailarina, profissão que deixou para abraçar os palcos. No início, a TV era feita ao vivo, e demandava dedicação aos ensaios. Com a instalação de estúdios em São Paulo e no Rio de Janeiro, a estrela passou a frequentar a ponte-aérea semanalmente, para agradar aos telespectadores das duas cidades. Antes de entrar no ar, porém, era preciso ajustar com a equipe técnica os closes, a movimentação em cena e diversos artifícios visuais, hoje resolvidos em ilhas de edição.

    Durante a conversa, Eva passeou por papéis que a eternizaram na memória dos fãs. Foi ela, por exemplo, a intérprete das gêmeas Ruth e Raquel, na primeira versão da novela Mulheres de Areia. Para dar vida às duas personagens, ela dava a volta pelo cenário e trocava inúmeras vezes o figurino. Pequenos detalhes, como o cabelo desalinhado, diferenciavam a mocinha da vilã.

    As vilãs, por sinal, sempre deram à atriz oportunidade de realizar trabalhos memoráveis, como a Madame Altiva, da telenovela A Indomada. “Os vilões são personagens mais conflituosos. E uma das armas é usar o humor e o cinismo, aliados a um bom texto” ensina.

    A longa trajetória da artista registrou também a evolução da radiodifusão no país: a primeira gravação realizada no Projac, o complexo da Rede Globo que abriga a maioria das produções, contou com a presença de Eva. “Lembro que só havia terra, mato, um cenário e um barracão para trocarmos de roupa”, descreve. Onipresente nas produções da teledramaturgia, a atriz também inaugurou a produção de TV digital no país.

     Filho da atriz, o músico John Herbert participou da conversa, aliando a dramaturgia ao seu campo de atuação. “A música emoldura a teledramaturgia, fortalece a emoção da cena. No Brasil, o mercado da música popular caminha junto com a telenovela, um depende do outro”, afirmou.

     

     

    WhatsApp Image 2020 09 22 at 20.02.09

     

  • Fábio Faria garante apoio do Minicom para chip FM em celulares Fábio Faria garante apoio do Minicom para chip FM em celulares

    Em reunião-almoço promovida pela ABERT com os presidentes de associações estaduais de radiodifusão, nesta terça-feira (22), em Brasília, o ministro das Comunicações Fábio Faria anunciou que trabalhará para garantir que todos os celulares brasileiros tenham o chip FM desbloqueado o mais rápido possível.

    A obrigatoriedade do dispositivo nos smartphones garante ao ouvinte acessar o rádio sem a necessidade de pacotes de dados da internet. Segundo o ministro, o presidente Jair Bolsonaro apoia a iniciativa.

    "Nada mais justo que a gente possa dar, tanto para o setor, mas em primeiro lugar, para o cidadão, o rádio no celular, para que as pessoas não precisem comprar dados nem precisem entrar no 3G ou no 4G.

    Em muitos lugares, as pessoas perdem o sinal de celular, ou não têm o sinal de celular. Nós só temos hoje 79% da população brasileira com acesso à internet, então são 43 milhões de brasileiros (sem acesso à internet). Com isso, nós iremos entrar em mais de 200 milhões de celulares, para que todos possam escutar sua rádio. Rádio é o cotidiano local, em muitas cidades é o único meio de informação ali", afirmou Faria.

    Durante o encontro, o presidente da ABERT, Flávio Lara Resende, lembrou que o desbloqueio do chip FM no celular é um antigo pleito da ABERT.

    Fábio Faria anunciou ainda que deverá ser publicada, nos próximos dias, a portaria que regulamenta as regras para requerer a dispensa do programa “A Voz do Brasil”.

    O ministro disse também que o Minicom já está em contato com o Gabinete de Segurança Institucional para encaminhar o decreto que irá desburocratizar as regras do assentimento prévio.

    Participaram do almoço representantes de 11 associações estaduais, além do secretário do Minicom, Fábio Wajngarten.

     

     

     

    flr e ff edit

     

     

    geral salao

     

     

    mesa geral edit

  • Agenda de encontros virtuais comemora os 85 anos da AESP Agenda de encontros virtuais comemora os 85 anos da AESP

    A AESP (Associação das Emissoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo) lançou a agenda comemorativa dos 85 anos da entidade.

    A programação inclui uma série de webinários sobre a radiodifusão que acontecem na próxima semana.

    Na segunda-feira (21), o encontro “Duas gerações e uma grande paixão: o rádio” reunirá o radialista Eli Corrêa, e o filho dele, presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Radiodifusão, Eli Corrêa Filho (DEM/SP).

    Na quarta-feira (23), o encontro será entre o presidente da ABERT, Flávio Lara Resende, o presidente da AESP, Rodrigo Neves, e o ex-presidente da ABERT e da AESP, Paulo Machado de Carvalho Neto, o Paulito.

     

    AGENDA COMEMORATIVA AESP 85 ANOS

    21 DE SETEMBRO – DAS 11 ÀS 12 HORAS

    DUAS GERAÇÕES E UMA GRANDE PAIXÃO “O RÁDIO”

    CONVIDADOS: ELI CORRÊA E DEPUTADO FEDERAL ELI CORRÊA FILHO

    ENTREVISTADORES:

    RODRIGO NEVES – PRESIDENTE DA AESP

    PAULO MACHADO DE CARVALHO NETO - EX-PRESIDENTE DA AESP

     

    22 DE SETEMBRO – DAS 11 ÀS 12 HORAS

    ÍCONES DO RÁDIO

    CONVIDADOS: SALOMÃO ESPER, LUIZ MAGLIOCCA, HENRIQUE DO VALLE

    ENTREVISTADORES:

    RODRIGO NEVES – PRESIDENTE DA AESP

    DANIEL STARCK – TUDO RÁDIO

     

    23 DE SETEMBRO – DAS 11 ÀS 12 HORAS

    ENCONTRO COM O PRESIDENTE DA ABERT

    CONVIDADO: FLAVIO LARA RESENDE

    ENTREVISTADORES:

    RODRIGO NEVES – PRESIDENTE DA AESP

    PAULO MACHADO DE CARVALHO NETO – EX PRESIDENTE DA ABERT E DA AESP

     

     24 DE SETEMBRO – DAS 11 ÀS 12 HORAS

    HUMOR NO RÁDIO

    CONVIDADO: BETO HORA - HUMORISTA DE PROFISSÃO E RADIALISTA DE PAIXÃO

    ENTREVISTADORES:

    RODRIGO NEVES – PRESIDENTE DA AESP

    MARCO MORETTO - DIRETOR AESP

    OSCAR PICONEZ - DIRETOR DA AESP

     

    25 DE SETEMBRO – DAS 11 ÀS 12 HORAS

    A AESP CONTADA PELOS EX-PRESIDENTES

    CONVIDADOS: LUIZ CASALI, OSCAR PICONEZ, ORLANDO ZOVICO, JOSÉ INÁCIO G. PIZANI, PAULO M. DE CARVALHO NETO

    ENTREVISTADOR: RODRIGO NEVES – PRESIDENTE DA AESP

     

     

     

  • ACAERT: pandemia acelerou mudanças no rádio ACAERT: pandemia acelerou mudanças no rádio

     "Emissoras que estão com algum atraso no digital podem ter problemas, principalmente na área comercial”, destacou o jornalista Daniel Starck, CEO do portal TudoRádio, durante encontro virtual realizado pela Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT), na quinta-feira (17).

    Segundo ele, a crise causada pelo novo coronavírus acelerou processos e tendências que já estavam acontecendo no segmento antes mesmo da pandemia, como, por exemplo, o crescimento do áudio digital com distribuição de conteúdo em multiplataformas. A solução, defendeu, seria melhorar a oferta de dados para os anunciantes e o mercado e reforçar a união entre o setor.

    Além de avaliar o aumento no consumo de rádio, Starck destacou cases de sucesso durante o período de crise sanitária global. Algumas emissoras adaptaram o slogan à nova realidade, outras aumentaram a oferta de conteúdo digital “O rádio reforçou seu papel social, baseado na sua credibilidade e foi, mais do que nunca, o ombro amigo do ouvinte neste período”, afirmou O entrevistado citou ainda ações de conscientização, prestação de serviço e maior integração com o empresariado local.

     

    Com informações da ACAERT

     

     

     

    acaert edit

Image
Associação Brasileira de Emissoras
de Rádio e Televisão.

SAF Sul Quadra 02 Ed. Via Esplanada Sala 101 - 70.070-600 - Brasília - DF
+55 61 2104-4600
abert@abert.org.br

© Copyright 2020 ABERT. Associaçāo Brasileira de Emissoras de Rádio e Tv