assbrasilradiotv

YouTube

@abertbr

Twitter

abertbr

Instagram

ABERT.RadioeTV

Facebook

Segunda, 14 Setembro 2020 21:09

TV ANO 70 tem programação especial

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Na semana de aniversário dos 70 anos da TV aberta no Brasil, a ABERT preparou uma programação especial para comemorar a data. “Priorizamos ações e eventos que resgatam a história da televisão em nosso país, com um olhar também no futuro, bastante promissor”, afirma Flávio Lara Resende, presidente da ABERT.


SITE

Em contagem regressiva para o Dia Nacional da TV, comemorado em 18 de setembro, será lançado o portal do Memória ABERT, alusivo inicialmente ao projeto TV ANO 70. A estreia será na quarta-feira (16), às 18 horas, no www.abert.org.br/memoria/ . Linha do tempo, matérias especiais, galerias de fotos e vídeos, curiosidades e uma área colaborativa para depoimentos, fazem parte do portal, que teve total apoio dos acervos das emissoras que integram a ABERT. Diariamente, novos conteúdos serão postados, ficando como um legado da ABERT para a história da televisão de forma virtual. Em breve, uma exposição virtual estreará também no ambiente.


CAMPANHA

A partir do dia 18 de setembro, a ABERT lança na TV a primeira peça da campanha "Aberta Pra Você". O primeiro dos três vídeos tem como base a emoção, tão presente nos programas de entretenimento. Em 30 segundos, o público verá uma amostra de momentos emocionantes, passando por grandes atrações das emissoras brasileiras. O roteiro da primeira campanha, "Aberta pra Emoção", traz uma descrição dos sentimentos que unem a programação da TV à memória do telespectador. A realização da campanha contou com total apoio das emissoras associadas à ABERT. O vídeo ficará disponível para todos os canais exibirem gratuitamente.


No canto da tela, ao apontar o celular para o QR Code presente na campanha, o telespectador irá diretamente para o portal do Memória ABERT, tendo acesso a todo conteúdo dedicado aos 70 anos da TV no Brasil.

 

PAPO ABERT EDIÇÃO ESPECIAL

Os 70 anos da TV aberta também serão lembrados no Papo ABERT, encontro online que terá edições especiais, com artistas, jornalistas e personalidades da TV brasileira. A primeira edição será na quinta-feira (17), às 17h, e terá a participação do presidente da ABERT, Flávio Lara Resende, do coordenador do Projeto TV ANO 70, Elmo Francfort, e do jornalista e pesquisador Maurício Viel.


LIVRO

O primeiro volume do e-book "TV Tupi: Do Tamanho do Brasil", dos jornalistas Elmo Francfort e Maurício Viel, contará não apenas o início da história da pioneira TV Tupi, como de toda criação e implantação da televisão no mundo. O livro passa também pela força do rádio no Brasil e os bastidores da Cidade do Rádio. Ainda há um conteúdo inédito sobre as transmissões experimentais de televisão em nosso país antes da TV Tupi. Centenas de páginas e fotos registram a radiodifusão nacional do início à metade do século XX, com a implantação das primeiras emissoras do país, formadoras do eixo Rio-São Paulo: as duas TVs Tupi, a paulistana e a carioca. A obra desvenda mistérios e explica histórias que antes não foram analisadas sem o devido aprofundamento: o que é lenda e o que foi real nos primórdios da TV no Brasil.

Até dezembro serão lançados mais dois volumes, com a continuação da história, chegando ao videoteipe, a rede nacional, as cores, o declínio e o legado da Tupi. Nesse primeiro volume, a jornalista Cristina Padiglione assina o prefácio. Nos próximos, estrarão Laura Cardoso e Eva Wilma, grandes estrelas de destaque na história da Rede Tupi de Televisão. O primeiro volume do e-book será lançado no dia 18 de setembro, e estará disponível para download no site do Memória ABERT.


REDES SOCIAIS

Nas redes sociais da ABERT, já é possível acompanhar a história da TV aberta no Brasil com as curiosidades e bastidores da implantação do meio, considerado uma paixão nacional. Fotos, muitas vezes inéditas, contam momentos que marcaram as principais atrações da “caixa mágica”. Vale a pena conferir em www.facebook.com/ABERT.RadioeTV www.youtube.com/user/assbrasilradioetv

 

 

 

WhatsApp Image 2020 08 14 at 09.17.46

Acessos: 42 vezes Última modificação em Segunda, 14 Setembro 2020 21:10

Itens relacionados (por marcador)

  • Presidente da ABERT fala sobre pauta da radiodifusão em encontro da AESP Presidente da ABERT fala sobre pauta da radiodifusão em encontro da AESP

    Durante o encontro virtual promovido pela AESP (Associação das Emisssoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo), nesta quarta-feira (23), o presidente da ABERT Flávio Lara Resende falou sobre os projetos de interesse do setor que estão na pauta da radiodifusão nacional para os próximos meses. Ele considerou histórica a reunião realizada na terça-feira (22) entre o ministro das Comunicações, Fábio Faria, e presidentes de associações estaduais, quando Faria manifestou apoio à ativação do chip FM nos smartphones e acrescentou que o presidente Jair Bolsonaro também está sensível ao assunto. “Até então, não tínhamos nem a negativa e nem apoio formal do governo”, comemorou.

    Lara Resende adiantou que na próxima semana, a ABERT retomará o diálogo com o secretário de Radiodifusão, Maximiliano Martinhão, para dar andamento aos mais de 400 pedidos de migração AM/FM feitos pelas emissoras. Em outubro, o Ministério das Comunicações fará uma reunião com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para tratar do tema.

    A redução das assimetrias regulatórias da radiodifusão e de plataformas digitais foi um dos assuntos abordados no AESP Talks. “Temos que garantir igualdade de regras e condições para permitir a competitividade”, avaliou. Negociação de descontos com o Escritório Central de Direitos Autorais (Ecad), digitalização do rádio, implementação do 5G, desregulamentação do setor e trabalhos da Frente Parlamentar em Defesa da Radiodifusão também entraram na pauta da conversa, que teve a condução do presidente da AESP, Rodrigo Neves, e a participação do radialista Marco Moretto, diretor da Hot 107 FM.

    Apesar da perda de receita decorrente da pandemia, o presidente da ABERT enxerga uma gradual recuperação do setor e projeta um 2021 melhor do que este ano. Para ele, a tendência é que rádios e TVs fiquem mais fortes com o passar do tempo e que as novas plataformas digitais levam a radiodifusão a reagir e a se adaptar a elas.

    Com a aproximação das eleições municipais de 2020, Lara Resende acredita que a radiodifusão ganhará cada vez mais destaque nos próximos dias. “Diante da pandemia, o pleito será decidido virtualmente”, avalia.

     

    Para assistir na íntegra, clique AQUI.

  • Eva Wilma conta memórias da TV em Papo ABERT Eva Wilma conta memórias da TV em Papo ABERT

     "Acredito que a TV será cada vez mais cinematográfica, as pessoas ousarão mais e isso é infinito, é a magia da imagem”. O veredito é da atriz e bailarina Eva Wilma, um dos rostos mais queridos da TV brasileira, durante o Papo ABERT Especial Teledramaturgia, em comemoração aos 70 anos da TV aberta no Brasil. O encontro virtual foi realizado nesta terça-feira (22) e contou ainda com a participação do filho da atriz, John Herbert Jr. e do pesquisador e escritor Elmo Francfort. Chefe de Jornalismo da Rede Band News em Brasília, Rodrigo Orengo assumiu a mediação.

    Pioneira do meio no Brasil, Eva relembrou os tempos de bailarina, profissão que deixou para abraçar os palcos. No início, a TV era feita ao vivo, e demandava dedicação aos ensaios. Com a instalação de estúdios em São Paulo e no Rio de Janeiro, a estrela passou a frequentar a ponte-aérea semanalmente, para agradar aos telespectadores das duas cidades. Antes de entrar no ar, porém, era preciso ajustar com a equipe técnica os closes, a movimentação em cena e diversos artifícios visuais, hoje resolvidos em ilhas de edição.

    Durante a conversa, Eva passeou por papéis que a eternizaram na memória dos fãs. Foi ela, por exemplo, a intérprete das gêmeas Ruth e Raquel, na primeira versão da novela Mulheres de Areia. Para dar vida às duas personagens, ela dava a volta pelo cenário e trocava inúmeras vezes o figurino. Pequenos detalhes, como o cabelo desalinhado, diferenciavam a mocinha da vilã.

    As vilãs, por sinal, sempre deram à atriz oportunidade de realizar trabalhos memoráveis, como a Madame Altiva, da telenovela A Indomada. “Os vilões são personagens mais conflituosos. E uma das armas é usar o humor e o cinismo, aliados a um bom texto” ensina.

    A longa trajetória da artista registrou também a evolução da radiodifusão no país: a primeira gravação realizada no Projac, o complexo da Rede Globo que abriga a maioria das produções, contou com a presença de Eva. “Lembro que só havia terra, mato, um cenário e um barracão para trocarmos de roupa”, descreve. Onipresente nas produções da teledramaturgia, a atriz também inaugurou a produção de TV digital no país.

     Filho da atriz, o músico John Herbert participou da conversa, aliando a dramaturgia ao seu campo de atuação. “A música emoldura a teledramaturgia, fortalece a emoção da cena. No Brasil, o mercado da música popular caminha junto com a telenovela, um depende do outro”, afirmou.

     

     

    WhatsApp Image 2020 09 22 at 20.02.09

     

  • Fábio Faria garante apoio do Minicom para chip FM em celulares Fábio Faria garante apoio do Minicom para chip FM em celulares

    Em reunião-almoço promovida pela ABERT com os presidentes de associações estaduais de radiodifusão, nesta terça-feira (22), em Brasília, o ministro das Comunicações Fábio Faria anunciou que trabalhará para garantir que todos os celulares brasileiros tenham o chip FM desbloqueado o mais rápido possível.

    A obrigatoriedade do dispositivo nos smartphones garante ao ouvinte acessar o rádio sem a necessidade de pacotes de dados da internet. Segundo o ministro, o presidente Jair Bolsonaro apoia a iniciativa.

    "Nada mais justo que a gente possa dar, tanto para o setor, mas em primeiro lugar, para o cidadão, o rádio no celular, para que as pessoas não precisem comprar dados nem precisem entrar no 3G ou no 4G.

    Em muitos lugares, as pessoas perdem o sinal de celular, ou não têm o sinal de celular. Nós só temos hoje 79% da população brasileira com acesso à internet, então são 43 milhões de brasileiros (sem acesso à internet). Com isso, nós iremos entrar em mais de 200 milhões de celulares, para que todos possam escutar sua rádio. Rádio é o cotidiano local, em muitas cidades é o único meio de informação ali", afirmou Faria.

    Durante o encontro, o presidente da ABERT, Flávio Lara Resende, lembrou que o desbloqueio do chip FM no celular é um antigo pleito da ABERT.

    Fábio Faria anunciou ainda que deverá ser publicada, nos próximos dias, a portaria que regulamenta as regras para requerer a dispensa do programa “A Voz do Brasil”.

    O ministro disse também que o Minicom já está em contato com o Gabinete de Segurança Institucional para encaminhar o decreto que irá desburocratizar as regras do assentimento prévio.

    Participaram do almoço representantes de 11 associações estaduais, além do secretário do Minicom, Fábio Wajngarten.

     

     

     

    flr e ff edit

     

     

    geral salao

     

     

    mesa geral edit

  • Agenda de encontros virtuais comemora os 85 anos da AESP Agenda de encontros virtuais comemora os 85 anos da AESP

    A AESP (Associação das Emissoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo) lançou a agenda comemorativa dos 85 anos da entidade.

    A programação inclui uma série de webinários sobre a radiodifusão que acontecem na próxima semana.

    Na segunda-feira (21), o encontro “Duas gerações e uma grande paixão: o rádio” reunirá o radialista Eli Corrêa, e o filho dele, presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Radiodifusão, Eli Corrêa Filho (DEM/SP).

    Na quarta-feira (23), o encontro será entre o presidente da ABERT, Flávio Lara Resende, o presidente da AESP, Rodrigo Neves, e o ex-presidente da ABERT e da AESP, Paulo Machado de Carvalho Neto, o Paulito.

     

    AGENDA COMEMORATIVA AESP 85 ANOS

    21 DE SETEMBRO – DAS 11 ÀS 12 HORAS

    DUAS GERAÇÕES E UMA GRANDE PAIXÃO “O RÁDIO”

    CONVIDADOS: ELI CORRÊA E DEPUTADO FEDERAL ELI CORRÊA FILHO

    ENTREVISTADORES:

    RODRIGO NEVES – PRESIDENTE DA AESP

    PAULO MACHADO DE CARVALHO NETO - EX-PRESIDENTE DA AESP

     

    22 DE SETEMBRO – DAS 11 ÀS 12 HORAS

    ÍCONES DO RÁDIO

    CONVIDADOS: SALOMÃO ESPER, LUIZ MAGLIOCCA, HENRIQUE DO VALLE

    ENTREVISTADORES:

    RODRIGO NEVES – PRESIDENTE DA AESP

    DANIEL STARCK – TUDO RÁDIO

     

    23 DE SETEMBRO – DAS 11 ÀS 12 HORAS

    ENCONTRO COM O PRESIDENTE DA ABERT

    CONVIDADO: FLAVIO LARA RESENDE

    ENTREVISTADORES:

    RODRIGO NEVES – PRESIDENTE DA AESP

    PAULO MACHADO DE CARVALHO NETO – EX PRESIDENTE DA ABERT E DA AESP

     

     24 DE SETEMBRO – DAS 11 ÀS 12 HORAS

    HUMOR NO RÁDIO

    CONVIDADO: BETO HORA - HUMORISTA DE PROFISSÃO E RADIALISTA DE PAIXÃO

    ENTREVISTADORES:

    RODRIGO NEVES – PRESIDENTE DA AESP

    MARCO MORETTO - DIRETOR AESP

    OSCAR PICONEZ - DIRETOR DA AESP

     

    25 DE SETEMBRO – DAS 11 ÀS 12 HORAS

    A AESP CONTADA PELOS EX-PRESIDENTES

    CONVIDADOS: LUIZ CASALI, OSCAR PICONEZ, ORLANDO ZOVICO, JOSÉ INÁCIO G. PIZANI, PAULO M. DE CARVALHO NETO

    ENTREVISTADOR: RODRIGO NEVES – PRESIDENTE DA AESP

     

     

     

  • ACAERT: pandemia acelerou mudanças no rádio ACAERT: pandemia acelerou mudanças no rádio

     "Emissoras que estão com algum atraso no digital podem ter problemas, principalmente na área comercial”, destacou o jornalista Daniel Starck, CEO do portal TudoRádio, durante encontro virtual realizado pela Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT), na quinta-feira (17).

    Segundo ele, a crise causada pelo novo coronavírus acelerou processos e tendências que já estavam acontecendo no segmento antes mesmo da pandemia, como, por exemplo, o crescimento do áudio digital com distribuição de conteúdo em multiplataformas. A solução, defendeu, seria melhorar a oferta de dados para os anunciantes e o mercado e reforçar a união entre o setor.

    Além de avaliar o aumento no consumo de rádio, Starck destacou cases de sucesso durante o período de crise sanitária global. Algumas emissoras adaptaram o slogan à nova realidade, outras aumentaram a oferta de conteúdo digital “O rádio reforçou seu papel social, baseado na sua credibilidade e foi, mais do que nunca, o ombro amigo do ouvinte neste período”, afirmou O entrevistado citou ainda ações de conscientização, prestação de serviço e maior integração com o empresariado local.

     

    Com informações da ACAERT

     

     

     

    acaert edit

Image
Associação Brasileira de Emissoras
de Rádio e Televisão.

SAF Sul Quadra 02 Ed. Via Esplanada Sala 101 - 70.070-600 - Brasília - DF
+55 61 2104-4600
abert@abert.org.br

© Copyright 2020 ABERT. Associaçāo Brasileira de Emissoras de Rádio e Tv