08009402104

Telefone

@abertbr

Twitter

abertbr

Instagram

ABERT.RadioeTV

Facebook

Terça, 11 Novembro 2014 00:00

O seu smartphone está pronto para o rádio?

Escrito por
Avalie este item
(3 votos)

Você se lembra dos rádios transistorizados? Do tipo que se encaixavam em um bolso da camisa e funcionavam com uma bateria de 9 volts? Não, eles não são obsoletos. Você pode ter usado um deles, hoje, para fazer uma chamada de telefone.

A maioria dos smartphones fabricados têm receptores de rádio FM embutidos, do tipo que pode sintonizar estações de música, boletins de notícias locais e partidas de futebol. No entanto, muitos usuários de smartphones não estão acostumados a usá-los e milhões mais não podem, porque o chip de rádio que está instalado no interior do celular é muitas vezes desativado pelas empresas, assim como faz, por exemplo, o IPhone da Apple.

Com um grande público amante da radiodifusão fora de alcance, vários defensores da indústria de rádio – como a National Association of Broadcasters (NAB), a National Public Radio e American Public Media – lançaram uma campanha para fazer com que estes receptores de rádio sejam ligados. Eles também estão construindo um aplicativo chamado NextRadio, que organiza todas as estações FM locais em um menu acessível e mostra o que está tocando em cada um. Permite ainda que você as sintonize com um simples toque na tela. Você pode até usá-los para comprar aquela nova música que você gosta e que não sai de sua cabeça.

No entanto, o aplicativo só funciona em telefones celulares equipados com receptores FM e rodando o sistema operacional Android, do Google Inc. já que a Apple é contra o rádio e a TV.

Como é que um rádio FM pode entrar em seu smartphone? Fabricantes de celulares descobriram que adicionar o recurso do NextRadio no celular custa quase nada. Fora dos Estados Unidos, os clientes adoram, especialmente nos países como o Brasil, onde FM é uma alternativa de custo zero para streaming de música digital. O Rádio FM também é uma excelente maneira de obter atualizações de notícias durante os desastres, quando os sistemas celulares estão frequentemente sobrecarregados. A Federal Emergency Management Agency dos EUA recomenda os smartphones equipados FM para manter-se informado durante uma crise, catástrofe ou evento climático.
Mas na maioria dos smartphones dos Estados Unidos o recurso de FM está desligado, com uma exceção importante na empresa de telefonia celular Sprint Corp., que fez um acordo em 2013 com a Emmis Comunicações, o conglomerado de rádio e de publicação que faz a NextRadio. Assim, os clientes da Sprint podem ouvir a sua FM em cerca de duas dezenas de telefones Sprint Android da HTC , LG, e Samsung. Em troca, a Sprint recebe uma parte da receita gerada por anúncios que aparecem no aplicativo NextRadio.

Mas os outros três maiores provedores de telefonia celular nos EUA – AT&T, Verizon Wireless e T- Mobile – apenas oferecem alguns modelos de telefone com rádios FM. Por exemplo, os últimos celulares HTC oferecem FM, não importa qual operadora você usa. Por outro lado, o rádio FM de um Samsung Galaxy S5 funciona para clientes da Sprint, mas não funciona para as outras operadoras.
Os chips FM em iPhones da Apple, embora existam, não funcionam, nem mesmo naqueles vendidos pela Sprint. Perguntamos o por quê para a Apple, mas não obtivemos resposta. Também perguntamos à AT&T, T-Mobile, Verizon por que eles não ativam as rádios FM. Ninguém respondeu. A Associação Comercial da Indústria Celular dos EUA, CTIA, é inútil, também não responde ninguém.

Um palpite: pessoas com rádios FM irão transmitir menos música digital via web e baixar menos músicas de modo geral. Talvez isso abale as receitas da empresa celular? Quem sabe?
Mas o consultor de rádio Mark Ramsey de San Diego, Califórnia, não aceita esta explicação, com o fundamento de que os ouvintes não estão realmente economizando nada ao usarem seus rádios FM de telefone.

Ele estima que você precisa fazer baixar um streaming de música durante quatro horas por dia, todos os dias, para queimar uma quota típica de dados mensal. Além disso, a maioria dos sites de música americana costuma ser acessada no serviço de Wi-Fi em casa ou no escritório, em vez de planos de dados celular.

Em vez disso, Ramsey acredita que as empresas de rádio tradicionais estão promovendo o NextRadio como uma tentativa desesperada para permanecerem relevantes e embarcarem na onda do celular.

Bem, talvez seja verdade. Mas é possível ouvir rádio no smartphone e usar o aplicativo da NextRadio, mesmo que seja um assinante da AT&T, isso se você possui um HTC One, telefone com um chip FM fabricado para funcionar no interior dos EUA. Tal como acontece com todos os telefones celulares com FM – você precisa para conectar um fone de ouvido, o seu fio atua como antena do rádio. Há também uma opção para reproduzir músicas por meio de alto-falantes do telefone em seu lugar.

Meu telefone já tinha um aplicativo de rádio FM um pouco mais antigo que me deixa buscar frequências locais e gravar em alguns favoritos predefinidos. O aplicativo também exibe os títulos das músicas na tela do telefone.
Mas o NextRadio oferece um pouco mais.

Ele usa a rede de dados do celular para baixar o álbum de fotos e títulos de capa. Ou seja, o ouvinte recebe o sinal do FM pelo ar (receptor de rádio) e os dados da música pela web. Estes aparecem em ícones que representam todas as estações locais. À primeira vista, você pode ver quais músicas estão tocando no dial FM. Basta tocar em um ícone para sintonizar.

Porque é rádio FM, a música começa de imediato, sem o pequeno atraso que você geralmente percebe nos sistemas digitais. E se você gostaria de comprar uma gravação, toque na tela e é levado para o Google Play, loja on-line que oferece milhões de músicas para venda, normalmente custa US$ 1,29 por canção.
NextRadio é rádio FM feita de forma mais inteligente, mas ele pode competir com fluxos de áudio profundos e diversificados da Internet? Provavelmente não. Mas até que a AT&T, T-Mobile, Verizon acabem com seu bloqueio FM irracional, a maioria de nós nunca vai ter o prazer de escolher e conhecer o NextRadio.

Fonte: The Boston Globe
Data: 6 de Novembro de 2014
Traduzido por:Abert
Link: http://www.bostonglobe.com/business/2014/11/06/your-smartphone-ready-for-radio/T7Yz67q9qXyctxxiviQK9J/story.html

Acessos: 19117 vezes
Image
Associação Brasileira de Emissoras
de Rádio e Televisão.

SAF Sul Quadra 02 Ed. Via Esplanada Sala 101 - 70.070-600 - Brasília - DF
+55 61 2104-4600
abert@abert.org.br

© Copyright 2020 ABERT. Associaçāo Brasileira de Emissoras de Rádio e Tv