08009402104

Telefone

@abertbr

Twitter

abertbr

Instagram

ABERT.RadioeTV

Facebook

Quarta, 29 Maio 2013 13:46

"Nossa liberdade está sendo agredida"

Avalie este item
(0 votos)

O Globo 
Digital & Mídia - Mídia


LIBERDADE AMORDAÇADA

Prefeito de Buenos Aires assinou um decreto para evitar uma eventual intervenção no Clarín

BUENOS AIRES – Um dos principais líderes da oposição, o prefeito de Buenos Aires, Mauricio Macri, espera que o decreto que determina que a Justiça portenha pode atuar em defesa da liberdade de expressão na capital do país se torne lei logo.


Como e quando surgiu a ideia do decreto? 

Frente à perseguição crescente à imprensa por parte do governo, pensamos em fazer alguma coisa para defender dois pilares da democracia, que são a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa. Há vários anos começamos a notar uma intolerância com a imprensa independente e depois de fazer uma análise profunda sobre o assunto decidimos aprovar este decreto, cuja base é a própria Constituição, que diz que a liberdade de imprensa é responsabilidade de cada distrito.


Por que agora?
 

Terminamos nosso trabalho em dezembro passado e decidimos esperar um pouco. Mas, nos últimos meses aconteceram coisas muito graves, como a proibição de publicar anúncios de empresas privadas em jornais, a apresentação de um projeto de lei para expropriar a empresa Papel Prensa e as ameaças de intervenção do Grupo Clarín. A imprensa independente está claramente em risco.

Se o governo ordenar a intervenção do Clarín, a Justiça portenha poderá fazer algo? 

Esta lei defende direitos, como a imprensa independente. Em cada caso, o Tribunal Superior de Buenos Aires receberá um pedido de alguma pessoa física ou jurídica e decidirá se deve ou não conceder uma liminar ou proteger esses direitos.

Vereadores kirchneristas recorreram à Justiça ... 

Sim, e a decisão da Justiça foi muito clara. Foram questionados alguns pontos do decreto, mas não a questão essencial, que é a defesa da liberdade de expressão por parte da Justiça da cidade. O decreto hoje é uma lei vigente e ficará assim até que a Assembleia aprove a lei definitiva, nos próximos dias.

Qual é a estratégia do governo Kirchner em relação aos meios de comunicação? 
Este é um governo que não tem um plano. Um governo que atua de forma intempestiva. Uma eventual intervenção mo Clarín seria como querer cobrir o sol com uma peneira. Aqui é necessário trabalhar de verdade para combater a inflação, a insegurança, recuperar os investimentos. Nós vamos fazer tudo isso, no pós-kirchnerismo.

Existe liberdade de expressão na Argentina? 
Nossa liberdade de expressão está sendo seriamente agredida. Mas ainda podemos nos expressar, apesar dos medos e perseguições. Os mais corajosos nos últimos anos foram os jornalistas, muito mais do que a média dos políticos, empresários e acadêmicos.

Image
Associação Brasileira de Emissoras
de Rádio e Televisão.

SAF Sul Quadra 02 Ed. Via Esplanada Sala 101 - 70.070-600 - Brasília - DF
+55 61 2104-4600
abert@abert.org.br

© Copyright 2020 ABERT. Associaçāo Brasileira de Emissoras de Rádio e Tv