08009402104

Telefone

@abertbr

Twitter

abertbr

Instagram

ABERT.RadioeTV

Facebook

Segunda, 19 Agosto 2013 09:26

SIP: Cuba é ponto opaco da liberdade no continente

Avalie este item
(0 votos)

O Globo 
 O Mundo - Imprensa


O Mundo - Página 27 

Órgão considera que na ilha não há imprensa, apenas propaganda 

MÉRIDA, México. Após denunciar ameaças à liberdade de imprensa em Venezuela, Equador, Bolívia e Argentina, a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) não poupou críticas a Cuba, país que considera como o “ponto opaco” da América. No quarto dia do encontro, realizado em Mérida, o presidente da SIP, Alejandro Aguirre, afirmou que na ilha não existe imprensa, apenas propaganda. 

— É uma realidade das mais vergonhosas da nossa humanidade, não se deve tolerar. 

Meio século de ditadura, basta já — conclamou Aguirre. 

O presidente Felipe Calderón participou da abertura das atividades de ontem e afirmou que a principal ameaça à liberdade de expressão em seu país vem do crime organizado. 

— Nem mordaças, nem censuras — afirmou Calderón. 

Assassinatos e atentados contra jornalistas colocam o México numa das piores posições da lista da organização Repórteres sem Fronteiras em relação à liberdade de imprensa na América Latina. 

Por sua vez, a Bolívia e o Equador rebateram as críticas feitas em dias anteriores pela SIP. Um porta-voz de Evo Morales acusou o órgão de apoiar ditaduras no continente durante a Guerra Fria e negou que uma lei contra o racismo ameace meios de comunicação. 

Já o chanceler equatoriano, Ricardo Patiño, disse que o governo tem direito de responder ao que chamou de mentiras da imprensa

Image
Associação Brasileira de Emissoras
de Rádio e Televisão.

SAF Sul Quadra 02 Ed. Via Esplanada Sala 101 - 70.070-600 - Brasília - DF
+55 61 2104-4600
abert@abert.org.br

© Copyright 2020 ABERT. Associaçāo Brasileira de Emissoras de Rádio e Tv