Entrevista: Deputado Diego Garcia (PHS-PR)
0800.940.2104

Telefone

abert@abert.org.br

E-mail

ABERT.RadioeTV

Facebook

@abertbr

Twitter

Quinta, 29 Junho 2017 12:22

Entrevista: Deputado Diego Garcia (PHS-PR)

Escrito por

Deputado federal em primeiro mandato, Diego Garcia (PHS-PR) falou com exclusividade à Rádio ABERT sobre os projetos de sua autoria que combatem a corrupção. Na entrevista, o parlamentar também fez um panorama do atual momento vivido pelo país na área política e econômica.

Leia os principais trechos da entrevista.

Qual sua avaliação sobre a atual crise política e econômica vivida pelo país?
Realmente um momento muito difícil. Converso diariamente com deputados mais antigos que dizem que essa legislatura está sendo a mais complicada de todas. A crise econômica é um reflexo da situação política. A minha conduta é trabalhar contra a correnteza, tentando deixar que essas notícias do dia a dia não atrapalhem meu mandato. Venho trabalhando para que a nossa produção legislativa melhore a vida das pessoas.

O senhor apresentou algumas propostas de combate à corrupção. O que propõe?
Fui favorável ao projeto de iniciativa popular e do Ministério Publico Federal (MPF) que tratou das 10 medidas de combate à corrupção. Infelizmente, tivemos um resultado frustrante do nosso trabalho, já que o projeto foi todo desconfigurado no plenário da Câmara. No entanto, antes mesmo do projeto do MPF, apresentei diversas propostas com o objetivo de fortalecer o combate à corrupção. Nas minhas propostas em tramitação na Casa, busco diminuir a quantidade de recursos existentes no Código Penal, aumentar a penalidade para quem comete crimes de corrupção e acabar com alguns benefícios existentes. Temos exemplos de políticos condenados há mais de 12 anos e que atualmente estão em prisão domiciliar. Tudo isso dá uma sensação enorme de impunidade.

O presidente Michel Temer foi denunciado pela Procuradoria Geral da República (PGR). Qual a sua opinião sobre esta situação?
Eu particularmente sou favorável à abertura de inquérito contra o presidente Temer. Acho que a Câmara tem que aceitar a denúncia para que o Supremo Tribunal Federal possa fazer a investigação. Acredito que o meu partido tem a mesma ideia que a minha.

O senhor acredita que, enquanto não resolver a situação do presidente Temer, a Câmara estará parada, sem votações?
Com certeza. Não dá para votar as reformas e nem projetos importantes que estão tramitando. Não existe outro assunto na Câmara. O presidente da República tem o direito de se defender. O presidente disse que não tem nada que o incrimine, então acho que ele deve deixar que o STF o investigue para saber se será absolvido ou não. Temos que resolver esse problema logo para que o país volte a andar e a Casa volte a aprovar projetos importantes.

Image
Associação Brasileira de Emissoras
de Rádio e Televisão.

SAF Sul Quadra 02 Ed. Via Esplanada Sala 101 - 70.070-600 - Brasília - DF
+55 61 2104-4600
abert@abert.org.br