NOTA DE REPÚDIO
0800.940.2104

Telefone

abert@abert.org.br

E-mail

ABERT.RadioeTV

Facebook

@abertbr

Twitter

Quarta, 24 Janeiro 2018 17:56

NOTA DE REPÚDIO

Escrito por

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT) repudia e condena os ataques aos profissionais e veículos de comunicação durante o julgamento do ex-presidente Lula, nesta quarta-feira (24).

Em Porto Alegre (RS), uma equipe da Band foi hostilizada e agredida por manifestantes pró-Lula, que não permitiram a continuação da reportagem. Após ser atingida nas costas por um objeto, a repórter Fernanda Farias foi obrigada a deixar o local. O cinegrafista Márcio Godoy recebeu chutes e empurrões ao entrar no carro da emissora. 

Já em Curitiba (PR), o repórter do portal “The Intercept Brasil”, Rafael Martins, foi agredido enquanto registrava imagens do acampamento de manifestantes anti-Lula. O repórter foi empurrado por um militante que deu um tapa na câmera.

No Rio de Janeiro, manifestantes que apoiam o ex-presidente Lula, invadiram o prédio da Rede Globo e depredaram as dependências internas da emissora.

Atos como estes demonstram intolerância e o desconhecimento do real papel da imprensa. Qualquer tentativa de impedir que jornalistas exerçam seu trabalho viola o direito constitucional da sociedade de acesso à informação de interesse público.

Luis Roberto Antonik

Diretor Geral

 A ABERT é uma organização fundada em 1962, que representa 3,6 mil emissoras privadas de rádio e televisão no país, e tem por missão a defesa da liberdade de expressão em todas as suas formas.

Image
Associação Brasileira de Emissoras
de Rádio e Televisão.

SAF Sul Quadra 02 Ed. Via Esplanada Sala 101 - 70.070-600 - Brasília - DF
+55 61 2104-4600
abert@abert.org.br