ABERT.RadioeTV

Facebook

@abertbr

Twitter

Perfil
Associado
Login
Associado

Notícias

Sexta, 07 Junho 2019 11:36

Deputado Nereu Crispim (PSL-RS)

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

“Acredito que todos os eleitores devem cobrar os seus representantes para que votem a favor da reforma da Previdência, que é fundamental para o Brasil”. A afirmação é do deputado Nereu Crispim (PSL-RS), em entrevista à Rádio ABERT. O parlamentar visitou a Associação e foi recebido pelo diretor geral Cristiano Lobato Flores e pelo diretor de Relações Institucionais, Márcio Maciel.

Leia os principais trechos da entrevista. A íntegra pode ser acessada aqui.

 

Como o senhor avalia o momento atual da política e a renovação no Parlamento?


Eu sempre falo que a política é o único instrumento democrático para fazer as mudanças que o país precisa. Eu mesmo sou um produto da democracia, porque nunca tinha participado de uma eleição. Eu não me via representado dentro da Câmara dos Deputados. Essa renovação que teve o Parlamento foi importante para o país. Acredito que todos que estão no Parlamento querem fazer um país melhor e fazer as mudanças para o Brasil.

 

Como parlamentar do partido do presidente da República, como o senhor avalia o texto da reforma da Previdência e como atrair novos partidos para aprovar a proposta?


Eu sempre toco em dois pontos que por si só deveríamos votar na Reforma da Previdência. Um dos pontos é o sistema de aposentadoria dos deputados, que se aposentam com altos salários. Com a nova Previdência, ele terá o mesmo regime que o trabalhador comum. Isso já representa uma grande economia. E o segundo ponto é a questão da taxação. Quem ganha mais, paga mais, e quem ganha menos, paga menos. Os parlamentares têm que valorizar o presidente Jair Bolsonaro, que teve coragem de colocar a reforma na pauta do país. Acredito que os eleitores devem procurar e cobrar os seus deputados para que votem na nova Previdência, que é fundamental para o Brasil.

 

O senhor apresentou uma proposta para flexibilizar o horário do programa A Voz do Brasil até a meia noite. Por que motivo?


No ano passado foi flexibilizado o horário até as 21h, podendo terminar a transmissão às 22h. Eu vi a necessidade de se ampliar mais, as rádios são serviços de utilidade pública à população. As rádios têm transmissão esportiva também. Acho que se flexibilizar mais duas horas, facilitará a vida das emissoras e, principalmente, do ouvinte. E, também hoje, a Câmara, o Senado e o Judiciário têm seus canais próprios.

Image
Associação Brasileira de Emissoras
de Rádio e Televisão.

SAF Sul Quadra 02 Ed. Via Esplanada Sala 101 - 70.070-600 - Brasília - DF
+55 61 2104-4600
abert@abert.org.br

© Copyright 2019 ABERT. Associaçāo Brasileira de Emissoras de Rádio e Tv