ABERT.RadioeTV

Facebook

@abertbr

Twitter

Login
Associado
Perfil
Associado

Notícias

Quinta, 15 Agosto 2019 18:33

ANJ é homenageada pelos 40 anos em defesa da liberdade de imprensa

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

A permanente defesa da liberdade de imprensa e de expressão foi lembrada pelo Senado Federal, em sessão especial pelos 40 anos da Associação Nacional de Jornais (ANJ). Empresários do setor de comunicação, jornalistas e parlamentares marcaram presença na homenagem realizada na quinta-feira (15), em Brasília. 

O presidente da ANJ, Marcelo Rech, destacou em seu discurso a relevância do jornalismo profissional no combate à desinformação e à polarização, que surgiram com as plataformas digitais e as redes sociais. 

“Ao lado da desinformação, a polarização é outro efeito colateral perverso das redes sociais. O antídoto não é e nunca será o controle oficial sobre conteúdos. O antídoto mais eficaz é a valorização da comunicação profissional, formada por veículos em torno de princípios e valores jornalísticos como os jornais”, destacou.

Rech lembrou que, recentemente, o Brasil deu um grande passo no combate a esses problemas, quando o Conselho Executivo das Normas-Padrão (CENP) classificou toda plataforma que vende e recebe publicidade como meio de comunicação.

“Equalizar papéis e definir responsabilidades pela difusão de conteúdos é um primeiro passo para se combater a perniciosa difusão de desinformação”, afirmou Rech.

Também o presidente da ABERT, Paulo Tonet Camargo, ressaltou o jornalismo profissional como essencial para manutenção da democracia. 

“O jornalismo profissional que outrora foi importante, agora é essencial. Tem papel fundamental na preservação das conquistas civilizatórias de convivência e tolerância com as mais diversas opiniões e visões de mundo. Responsabilidade e credibilidade sempre serão a nossa marca”, afirmou Tonet.

O senador e jornalista Lasier Martins (PODEMOS-RS), autor do requerimento da sessão de homenagem, enfatizou a liberdade de expressão como "a mãe das demais liberdades". De acordo com o parlamentar, o Senado está atento às ameaças contra as liberdades e aos desafios do jornalismo em um mundo cada vez mais digital.

“A ANJ, mesmo duramente desafiada pela revolução da internet, não se descuida de sua nobre missão de zelar pela livre expressão, um dos pilares da democracia, além de valorizar o veículo jornal como instrumento de mediação entre os fatos e os destinatários das notícias, de promoção da educação e da cidadania”, discursou o senador. 

Spot

Para comemorar a data, um spot de 30 segundos lembrando a importância da ANJ na defesa da liberdade de imprensa e de expressão foi preparado pela ABERT e pela Associação Nacional de Editores de Revistas (ANER) para as emissoras que desejarem veicular o material gratuitamente. O áudio está disponível aqui.

Sobre a ANJ

Fundada em 17 de agosto de 1979, a ANJ é integrada por quase 100 associados, que representam cerca de 90% do público leitor de jornais no Brasil, nos meios impresso e digital

A Associação tem, entre outras atribuições, sustentar a liberdade de expressão do pensamento e da propaganda, e o funcionamento sem restrições da imprensa, observados os princípios da responsabilidade. Defende ainda o livre exercício da profissão de jornalista e contribui para o desenvolvimento das atividades da indústria jornalística brasileira, difundindo as melhores práticas no setor, dentro de princípios éticos. Participaram da fundação da ANJ, dez dos mais importantes jornais do país.

Image
Associação Brasileira de Emissoras
de Rádio e Televisão.

SAF Sul Quadra 02 Ed. Via Esplanada Sala 101 - 70.070-600 - Brasília - DF
+55 61 2104-4600
abert@abert.org.br

© Copyright 2019 ABERT. Associaçāo Brasileira de Emissoras de Rádio e Tv