assbrasilradiotv

YouTube

@abertbr

Twitter

abertbr

Instagram

ABERT.RadioeTV

Facebook

Artigos

Quinta, 02 Outubro 2014 00:00

É inteligente e recomendável entrar na onda

Rate this item
(0 votes)


Por José de Almeida Castro*

Em que velocidade e com que intensidade, as novidades  tecnológicas ameaçam a sobrevivência de meios ou veículos de comunicação já existentes?  Em geral, até mesmo há pouco tempo, o lançamento de novos modelos de algo já existente ou a invenção de uma novidade demorava  décadas para se consolidar.  

No cinema, o primeiro filme ainda de curta duração, como haviam mostrado os Irmãos Lumière ou mesmo um pioneiro longa metragem de 1924,  registrado em celulóide, mudo, não havia chegado à Bahia, quando o “Cantor de Jazz”, com Al Jolson, sonoro,  já era aplaudido nos Estados Unidos e na Europa.

No início dos anos 30, dois grandes teatros baianos - o Olímpia e o Jandaia - dedicavam um ou dois dias da semana para exibir filmes mudos.  Curiosidade. Ninguém se importava  com o nome e gênero dos filmes. Nas tardes de quinta-feira era a “Matinée do Perfume”, com histórias de amor;  nos domingos à tarde, sessão Balas e Beijos.

Às noites a tela sumia, e o espetáculo ao vivo era o teatro, com as grandes companhias de revistas. Havia diversos conflitos e muitos temores, em especial apontando o fim do teatro.

Enquanto os pioneiros da PRA-4 Rádio Sociedade ainda buscavam se firmar, a legislação estava em estudos. Os pioneiros do rádio denunciavam o “Ford de Bigodes”, que sem grande investimento, ameaçava a sua sobrevivência. O pequeno carrinho chamava a atenção o dia inteiro rodando de um lado para o outro, fazendo “ barulho” com alto-falantes, alimentados com  amplificadores de som.

Logo surgiram as redes de alto-falantes pendurados nos postes da iluminação pública. Todos os “assustados” que enfrentaram as novidades, sobreviveram e melhoraram seus serviços.

O telefone fixo só foi ameaçado 75 anos depois de Graham Bell e o celular precisou de 16 anos para ser mania e cada dia que passa se reinventa com avanços tecnológicos, com os mais diferentes nomes e padrões. Mas não se sabe que esteja próximo o fim do telefone fixo.

Olhando as estatísticas  do  “Gross Country Historical Adoption of Technology”, dos Estados Unidos,  entidade empenhada em analisar a força de penetração e influência das novidades,  aqui e agora começamos a conferir o que nos promete o veloz avanço da tecnologia.

Um detalhe: as bilionárias redes sociais, baseadas na Internet, disputam o espaço e crescem a cada momento. Mas vale lembrar que a primeira dessas redes foi Orkut, prenome do engenheiro turco que a projetou e também a primeira a se tornar apenas Museu. Nasceu em 29 de janeiro de 2004 e encerrou suas atividades em 30 de setembro de 2014. Deixou de ser válida com o Facebook.  

Praticamente é o único exemplo concreto. É recomendável entrar na onda.

*José de Almeida Castro é jornalista e escritor. Foi presidente da Abert entre 1972-1974 e presidente da Associação Internacional de Radiodifusão (AIR)  por quatro mandatos.

Image
Associação Brasileira de Emissoras
de Rádio e Televisão.

SAF Sul Quadra 02 Ed. Via Esplanada Sala 101 - 70.070-600 - Brasília - DF


(61) 2104.4600 (geral) ou 08009402140 abert@abert.org.br

(61) 2104.4604 (jurídico) (juridico@abert.org.br)

(61) 99347.0038 (imprensa) (imprensa@abert.org.br)

(61) 99434-9030 (financeiro) (contasareceber@abert.org.br)

© Copyright 2022 ABERT. Associaçāo Brasileira de Emissoras de Rádio e Tv